sábado, 30 de janeiro de 2016

COOPAPI assina convênio com a Fundação Banco do Brasil e Banco do Brasil para Implantação do Entreposto de Mel e cera de Abelha no Município de Apodi.



      O projeto tem a finalidade de implantar um entreposto de mel e cera de abelha dentro dos padrões exigidos pelos órgãos reguladores (MAPA, IDEMA, CONVISA) no município de Apodi no Estado do Rio Grande do Norte.  Sobre a gestão da COOPAPI e COOAFARN.
      Tendo como público-alvo os agricultores familiares cooperado da COOPAPI no Estado do Rio Grande do Norte, assim como associados de cooperativas/associações de agricultores familiares, participantes do projeto das minifábricas de castanha de caju apoiadas pela Fundação Banco do Brasil. Hoje Cooperados da COOAFARN Totalizando 650 famílias diretas e 2.500 famílias produtoras de mel na região de forma indireta.
       Entre as diversas vantagens para instalação dessa agroindústria, está: a qualidade da água e matéria prima (O município de Apodi e o 2º maior produtor de mel do País) em abundância, além da existência de canais de distribuição e comercialização já acessada pela COOPAPI. O potencial de pasto apícola e apiários já produzindo na região indica a possibilidade da  expansão da produção apícola, o que torna viável tal projeto.
        A COOPAPI conta com um terreno doado pela Prefeitura Municipal de Apodi para instalação dessa agroindústria, na qual este se apresenta isolado, com as distâncias de residências e de estradas exigida pelo MAPA e com boa circulação de ar e livre de contaminantes. O projeto visa acessar mercados a nível local, regional, nacional e internacional e visa também contribuir com a sustentabilidade da Cooperativa Central da Agricultura Familiar (COOAFARN).
    A COOPAPI já dispõe de projeto arquitetônico (Plantas, alta e baixa) memorial descritivo, orçamentos, construído através da parceria NEDET/UERN e SEBRAE,  já aprovado e assinado pelo ministério da agricultura, que é o órgão responsável pela liberação do SIF para o funcionamento e liberação para exportação do mel.    
     No tocante a gestão do entreposto de mel  será autogerida pelos agricultores sócios e colaboradores do departamento da apicultura da COOPAPI.
O projeto tem como Metas:
- Garantir a legalidade/certificação do mel para a comercialização;
-     Contribuir com a permanência das famílias no campo através da geração de emprego e renda;
-     Atingir alto índice de produtividade e atender as demandas dos mercados interno e externo;
-     Apresentar ao mercado um produto de boa qualidade, que atenda as exigências da legislação sanitária vigente;
-     Garantir mercado para o mel produzido na região;
-     Aumentar em 40% a renda das famílias produtoras de mel;
Resultados esperados com a implantação do entreposto de mel:
-     Redução de custos operacionais (produtos/serviços);
-     Diversificação dos produtos apícola;
-     Adequação do produto às exigências do mercado;
-     Aumento da produção/faturamento;
-     Melhoria da qualificação de mão-de-obra;
-     Atendimento a legislação específica;
-     Aquisição do Selo de Inspeção Fitossanitária (SIF), para exportação;
-     Aumento das vendas;
-     Redução dos impactos ambientais;
-     Redução de tempo de produção;
-     Melhorias das condições de trabalho;
-     Melhoria na segurança e saúde no trabalho.